quarta-feira, 22 de julho de 2009


A flor e o Urubu-rei


Por que todos te amam, flor?
Você é tão recatada, tão pura, tão digna assim?
Você é bucólica!
É difícil entender por que os urubus te cercam,
num deleite de que como carniça fosse.
Não seria teu interior, então, o que eles vêem, flor?
Não seria teu passado sujo?
Tua beleza contrapõe as tuas dúvidas;
tua pureza renega o decorrido;
tua franqueza afirma as minhas dores.
Cheio eu de teu cheiro cruzado,
palavras não ditas,
olhares perplexos-paradoxos,
sou combalido apenas
a uma realidade tez em tuas pétalas;
sou o rei deles, pois toco teu aroma, flor.


Caxias,
Junior Magrafil (22-07-2009)

2 Comentários:

oi,sou o leo disse...

haha, concertei o negocio lá :D
vê se dar certo agora

beijos

Anônimo disse...

Joao Mendes
sou teu maior fa
te admiro
serio mesmo..
poxa...soh escreve coisas legais..
xD

Postar um comentário

 

Copyright © 2010 .: Permita-se :. Poemas de Magrafil | Design by Junior A. Magrafil